quarta-feira, 24 de junho de 2009

Maldita zebra

Como havia dito no último post, o futebol adora fazer nossas previsões virarem chacotas. E aconteceu mais uma vez, EUA 2x0 Espanha. A seleção que estava mais eliminada do grupo do Brasil e conseguiu a classificação graças a goleada do Brasil sobre a Itália e dela própria sobre o Egito, conseguiu mais uma vez o improvável, chegar a final.

Mas tira muito da magia que seria a final entre Brasil e Espanha. Mesmo que o Brasil perca da África do Sul, e as duas seleções forem disputar o terceiro lugar, não será a mesma coisa, pois já não serão imbatíveis. A aura de melhor seleção do mundo que teria a seleção campeã da Copa das Confederações não existirá mais. Perde o futebol, perdemos nós.

Sobre o jogo, a Espanha dominou, mas os EUA foram lutadores e seguraram bem o resultado. Aproveitou-se de suas falhas, uma de Capdevilla (acho que foi ele), que deixou o centroavante americano Altidore (ou Outdoor, que era o que eu ouvia sempre) girar em cima dele e concluir com força, tanta força que a defesa de Casillas não foi suficiente para tirar. O segundo, foi uma alta confiança de Sérgio Ramos, que dominou uma bola na área e não esperava o americano atrás dele, que chutou ao gol.

Amanhã, Brasil e África do Sul, a bruxa está a solta, mas esta derrota da Espanha deve fazer o Brasil entrar ainda mais atento. Mesmo que consigamos ganhar os dois jogos e sermos campeões, o jogo que nos mostrará a capacidade real da seleção será a seguinte, Argentina, em Buenos Aires.

2 comentários:

Anônimo disse...

É mais um jogo para servir como exemplo de que não existe jogo ganho antes que a partida termine. Futebol cada vez mais depende da vontade dos jogadores e não somente da habilidade.

munduruca disse...

Bendita Zebra...

favoritismo existe e vai existir sempre, mas ganha o que aliar melhor talento e vontade de vencer. De forma alguma o futebol perdeu, muito menos nós, pelo contrário, cada vez que esses resultados inesperados acontecem mais sabor ganham os campeonatos. E o melhor de tudo é ver que a galera da bola oval ganha mais notoriedade, só falta a Oceania e a Asia acordarem.

Munduruca.